terça-feira, 30 de dezembro de 2008

A pedido de várias famílias...Voltei!


Cá estou eu! A pedido de várias famílias não deixei este meu canto!
Depois de tantas esperas sobre resultados tão ansiosamente aguardados volto a este meu blog! Se vos dissesse todas as novidades que tenho pra vos dar não fazia qulquer sentido ter vindo ca! Assim espero um e-mail ou um telefonema vosso! =)
  • O setembro já passou.. e neste mês me fiz uma reles besta.... além disso aceitei um grande desafio, o de ser animadora de um ano de catequese!
  • O outubro depois de tanta praxe, uma integração, um baptismo...fui intitulada pela madrinha como caloira: "Fudodashi" (um dia mais tarde vos explicarei o significado e a razão deste nome)
  • O novembro já foi diferente pois soube o que eram trabalhos para entregar, os famosos relatorios entre outras coisas... aqui me fiz uma estudante universitária...
  • O dezembro é o adeus ao primeiro semestre, ao 2008 e o viver do Natal...

Por isso com o iventário destes meses vividos vos desejo um excelente 2009 com a realização de todos os sonhos desejados! =)

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

O regressso..



Pois é... já há muitos meses que não vinha aqui escrever neste meu cantinho. A pedido de várias famílias aqui estou eu! Depois de muitas preocupações, de testes, de exames, de definições de opções e de uma candidatura tão esperada à universidade, cá estou eu a espera de um resultado como tantos jovens anseiam...
São nestas alturas que eu penso que ser jovem no mundo de hoje não é facilidade nenhuma... e principalmente um jovem cristão. Uma das etapas mais difíceis, que citei pouco, foi a escolha do curso para o futuro! O que precisará Portugal no futuro? Qual é a profissão que tem um futuro garantido? Será que é aquilo que eu gosto? Será que consigo entrar? Pois é, foram muitas perguntas como esta que eu me fiz a mim própria e que concluí que só o futuro responderá.
E esse futuro começa já no dia 15 de Setembro, pois nesse dia é que saberei uma parte do meu futuro como estudante... Não é fácil nós sabermos que nossa vida depende de um simples e vulgar concurso nacional que acontece ano após ano e que coloca a ansiedade de jovens como eu à prova! E depois vêm a tão premeditada pergunta: Será que vale a pena tirar um curso superior, quando estamos num país em que o dinheiro é aquilo que mais falta pra todos os ramos e é considerado um bem tão necessário?
Mas depois de uma semana completamente diferente de todas as férias deu para eu pensar que a minha vida, além da espera da entrada na universidade, também é feita de amigos, família, sorrisos, palavras amigas e muitas outras coisas que nos fazem sentir bem...por isso tudo nesta vale a pena por nada acontece por acaso!
Para conclusão deste meu desabafo acho que a música que escolhi resume tudo o que citei de uma forma muito clara!



mafalda veiga

sábado, 24 de maio de 2008

Pensamentos de um jovem cristão...


Depois de ler a carta, senti realmente que existem muitas perguntas em comum, muitas dúvidas, questões sem resposta. A verdade é que é realmente ser jovem hoje em dia, mas também não sei se ser jovem foi alguma vez fácil. Na realidade, tirando de parte todas as escolhas que nos vermos orçados a fazer todos os dias e tirando também os riscos e perigos a que somos várias vezes sujeitos, ser jovem é uma dádiva que nos foi dada por Deus. Gosto de a encarar como a primeira vez em que nos é dada a oportunidade de mudar o mundo, uma ideia, uma mentalidade, uma pessoa de cada vez.
Se me perguntassem qual a qualidade, a característica que mais sobressai num jovem, penso que responderia a determinação. E a par com ela, escolheria a força de viver. Qual de nós, sim qual de nós, nunca pensou: “Um dia vou mudar o mundo!”? Pois bem, sei que tenho uma grande vantagem em relação à maioria das pessoas: acredito em Deus, e sei que Ele está sempre comigo. Tenho a certeza de que me acompanha, ampara e apoia ao longo desta caminhada que é a vida, rumo a este projecto tão ambicioso que é mudar o mundo.
Mas a par destas certezas todas vêm, como não podia deixar de ser, também todas as incertezas. “Será que consigo?”, “Será que a minha esperança e determinação são suficientes para levar os meus projectos a vante?”. É neste ponto que paro: atinge-se um equilíbrio. Somos jovens e em breves seremos adultos. Nunca encontraremos, por esse mundo fora, tarefa da qual não advenha nenhuma dificuldade. Começa agora, neste estado da vida, mas continuará até ao fim dela. Resta-me, então levar comigo esta força que agora adquirimos. E a par dela, manter também a determinação de nunca deixá-la fugir, mesmo em todas as circunstâncias.


Bjinho*
J.R.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Uma grande história, Um grande dia, Um admirável mundo!


Era uma vez um homem de negócios que tinha um filho. Desejava para ele o melhor, assim que, um dia decidiu enviá-lo em busca do segredo da felicidade e isto somente o mais sábio entre os sábios poderia dar-lhe.
O jovem caminhou durante quarenta dias e quarenta noites atravessando o deserto e, finalmente, chegou a um belíssimo castelo em cima de uma montanha. Ali vivia o sábio, objectivo da sua busca.
Em vez de encontrar um lugar santo, o que o jovem viu assemelhava-se mais a um enorme centro de negócios e actividades diversas. Compradores e vendedores entravam e saíam da sala principal, em lugares distintos viam-se pessoas das mais diversas procedências conversando sobre os mais variados assuntos. Noutro local uma pequena orquestra tocava suaves melodias e inclusivé havia uma mesa cheia das mais preciosas iguarias. O sábio falava com uns e com outros e o jovem impacientava-se esperando sua vez.
Finalmente, o nosso amigo teve a oportunidade de falar com o sábio e de lhe contar o motivo da sua visita e ele responde-lhe que, francamente, não tem tempo para lhe revelar o segredo da felicidade, mas sugere que le dê uma volta pelo palácio e regressar duas horas depois.
- Vou pedir-lhe também um favor - acrescentou o sábio. E imediatamente oferece-lhe uma pequena colher sobre a qual coloca duas gotas de azeite: "Ao longo do seu passeio deve levar consigo esta colher, prestando muita atenção para não derramar seu conteúdo".
O jovem começa a subir e descer escadas, sempre com o olhar fixo na sua colher. Caminha por grandes corredores, entra em diferentes salas, e sempre com o olhar fixo na colher. Ao final das duas horas regressou para junto do sábio e este pergunta-lhe:
- Bem, querido amigo, imagino que tenha visto as tapeçarias da Pérsia que se encontram na sala de jantar. E o que me diz dos valiosos pergaminhos da minha biblioteca e do jardim, o qual levou dez anos para ser criado por nosso Mestre Jardineiro?
O jovem bastante confuso por não ter visto nada de tudo aquilo, responde-lhe que a sua única preocupação estava em conservar as duas gotinhas de azeite.
- Neste caso - responde o sábio - percorra de novo o meu palácio, aprecie e desfrute das suas maravilhas do meu universo, pois está dito que não se deve confiar em ninguém que não se conhece a casa que habita.
Mais confiante, o jovem, sempre com sua colher, começa de novo o seu passeio pelo castelo e desta vez, verdadeiramente, vê os magníficos tapetes, os quadros, os cristais, todas as obras de arte penduradas nas paredes e sobre o chão. Fica maravilhado com o jardim rodeado de montanhas, com a delicadeza das flores, com o refinamento de cada objecto e como tinham sido colocado no lugar adequado com enorme carinho.
De novo na presença o sábio, o jovem conta-lhe detalhadamente tudo o que tinha visto e, finalmente, este lhe pergunta:
- Mas... onde estão as duas gotas de azeite que lhe confiei?
O jovem dá conta de que as tinha perdido.
- Pois bem, este é o único segredo que lhe posso dar: o segredo da felicidade consiste em olhar todas as maravilhas do mundo, mas sem jamais se esquecer das duas gotas de azeite.
Esta foi a história que ontem me foi contada pelo João, a mim e a mais 29 jovens no workshop de Expressão Dramática (TeatroII). Uma história fantástica que nos diz o verdadeiro segredo da felicidade pois só com esse segredo é que podemos perceber o que é um Admirável Mundo Novo e como o podemos alcançar.

Bjs para tdoso! =) PaTaTi... PaTaTu...

sábado, 8 de março de 2008

A Mulher...

Uma mulher (do latim mulier) é um ser humano do sexo feminino. Esta atinge a fase adulta após percorrer a infância e a adolescência. Na infância, normalmente é denominada em português como menina e na adolescência como "a jovem" ou moça.
O termo mulher é usado para indicar tanto distinções sexuais biológicas, quanto distinções nos papéis sócio-culturais.

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Se...


Um desafio que me propus a fazer.Foi-me proposto pela Marta e decidi partilhar com todos aquilo em que consistia. Fe-me pensar em "ses" e mais "ses". Acho que consegui cumprir o objectivo previsto.

Se eu fosse um mês seria... Julho
Se eu fosse um dia da semana seria... Sexta-feira
Se eu fosse um número seria... 7
Se eu fosse um planeta seria... Marte
Se eu fosse uma direcção seria... Oeste
Se eu fosse um móvel seria... Cama
Se eu fosse um liquido seria... Sumo
Se eu fosse um pecado seria... Gula
Se eu fosse uma pedra seria... Rubi
Se eu fosse um metal seria... Ouro
Se eu fosse uma árvore seria... Alecrim
Se eu fosse uma fruta seria... Morango
Se eu fosse uma flor seria... Violeta
Se eu fosse um clima seria... Quente
Se eu fosse um instrumento musical seria... Bateria
Se eu fosse um elemento seria... Fogo
Se eu fosse uma cor seria... Verde
Se eu fosse um animal seria um... Formiga
Se eu fosse um som seria... Telefone a tocar!
Se eu fosse uma letra de música seria... Renasce em Mim!
Se eu fosse uma canção seria... " Meravgliosa Cretaura"
Se eu fosse um estilo de musica seria... Gospel
Se eu fosse um perfume seria... Hugo Boss Intense
Se eu fosse um sentimento seria... Amor
Se eu fosse um livro seria… Ser como o rio que flui - Paulo Coelho
Se eu fosse uma comida seria…Pão
Se eu fosse um lugar (cidade) seria... Aveiro
Se eu fosse um gosto seria... After.eight
Se eu fosse um cheiro seria…Maresia
Se eu fosse uma palavra seria... Solidariedade
Se eu fosse um verbo seria… Falar
Se eu fosse um objecto seria…Telemóvel
Se eu fosse uma roupa seria…Meias
Se eu fosse uma parte do corpo seria… Cabeça
Se eu fosse uma expressão seria… Alegria
Se eu fosse um desenho animado seria… Kim Possible
Se eu fosse um filme seria… The Terminal
Se eu fosse forma seria… Espiral
Se eu fosse uma estação seria… Verão
Se eu fosse uma frase seria… “É preferível a tristeza de quem suporta a iniquidade do que a alegria de quem a comete.”

sábado, 23 de fevereiro de 2008

O significado de um Amigo...


Um amigo é um bem
Um tesouro k se tem
São as vozes das estrelas
Que nos levam aqui e mais além
São momentos bons e maus
Nesta estrada percorrida
Digo mais, não vos trocava
Por nada desta vida

E, talvez um dia
Chegue a hora do adeus
Deixar-vos-ei com pena
Amigos meus
Mas, mesmo longe
Vós estais perto, ao pé de mim
Pois entre amigos
Entre amigos é assim.

Um amigo é um irmão
Nosso pensamento, nossa mão
Tu, amigo, que estás aqui
P'ra ti canto esta canção
O tempo passa neste momento
E já estamos de partida
Digo mais, não te trocava
Por nada desta vida...

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

O Final e o Começo...


O grupo que foi até ao final!

Aqui está o produto final de uma grande caminhada! É verdade o dia 2/02/2008 não será mais esquecido!

Este dia desde a luz da manhã foi agitado, pois implicou muito esforço e dedicação em cada uma das etapas que o constituiam... As 18h já os nervos vinham a flor da pele, o medo alguma coisa correr mal estava presente. Passado uns minutos lá estavamos nós a rezar, para que tudo corresse bem, ou seja que não existisse qualquer falha! O dia estava com um pouco de frio, mas tudo se suportava por uma grande causa. Chegou finalmente a cerimónia! Inquietos que estavamos por saber que algo se ia passar, mas sabíamos o que era. Mas não existem palavras para descrever o tão especial que foi momento em que nos chamarão pelos nomes e que nos ungiram. No final desta cerimónia fomos felicitados e ainda bem e bom saber que fomos para além das espectativas esperadas, pois afinal somos um grupo que assumiu as responsabilidades até ao final e que se esforçou para que tudo saísse perfeito e saíu mesmo. Como podemos ver na foto estamos os 14, pois todos acabámos e iniciámos uma nova caminhada

Foi bonito, não há dúvida, mas não chegámos ao fim, pois a vida continua. Uma vida especial, diferente.

Vem Espírito de Amor,

Ilumina a minha vida!

Vem encher de calor,

Esta alma Sofrida!

(Gostaria de vos dizer uma coisa, queria ter pelo menos 14 comentários neste post, acho que não é pedir muito!! bjs pra tdos*)

domingo, 13 de janeiro de 2008

Os pensamentos de hoje!

Aqui vos deixo uma canção do musical de Filipe La Féria Jesus Cristo Super Star. Música esta que é o início do musical. Decidi colocar esta canção, porque apesar de ser cantada por Judas, faz parte dos nossos pensamentos e das nossas dúvidas nos dias de hoje.
Mas Ele foi, é e será sempre o Deus!



Canção de Judas

Agora tudo é claro
Finalmente percebi que a tua loucura é mais forte
Tu não és Deus
És apenas um homem
Arrastando o teu povo para a morte, Jesus!
Tu já não acreditas na força da razão
Tu só acreditas na tua ambição
P’ra eles és um líder
Um mito salvador
Mas para mim não passas de pobre impostor

E ouve Jesus, por ti tudo abandonei
Tu és o homem que eu mais amei
Mas não podes aos outros e a ti próprio mentir
Vais-te queimar no teu fogo
O teu jogo é fácil descobrir
E da cruz não poderás fugir
Tu és Jesus, o proscrito plebeu

Tu és um homem, tu não és Deus
Mas acredita o meu amor por ti não morreu
Sonhamos a revolução
Mas serás tu e não eu, que dará o beijo da traição

Jesus Cristo Nazareno
Bebe o cálice do veneno
Da tua louca ambição
De seres Deus
Miserável carpinteiro
Olha para ti primeiro
Vê a tua condição
Tu não és Deus

Vê Jesus o teu povo a morrer
As tuas palavras fazem-no enlouquecer
Não temos pátria
E a nossa raça é uma raça maldita
Oprimidos pelos homens
Esquecidos por Deus

Quem és tu, Rei dos Judeus?
Quem és tu, Rei dos Judeus?

Ouve Jesus, os que te seguem são cegos
Não há vida para além da Cruz
Só sangue, dor e corpos a apodrecer
Ardemos na tua Cruz
E tu só falas do Céu
Mas na terra temos que viver
Mas na terra quero viver Jesus, tu és um homem
Tu não és Deus

Jesus Nazareno
E eu, o judeu.