sábado, 29 de setembro de 2007

Mais que mil palavras...



Simplesmente hoje... não tive nem paciência, nem disponiblidade, nem inspiração para escrever qualquer coisa, por isso fica pelo pensamento de cada um, pois esse vale mais que mil palavras! =)

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Semear a felicidade!




Semeia um pensamento e colherás um desejo;
semeia um desejo e colherás a acção;
semeia a acção e colherás um hábito;
semeia o hábito e colherás o carácter.
Tihamer Toth
PS: Aceito propostas para o título deste post...=) Fico à espera

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

???...O que quererá dizer...???



Uma simples experiência que pode ter vários significados...agora a interpretação fica para cada um!!

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Recomecei em grande!!!

Uma mini paragem de caminho!!!

Finalmente.. achei que era altura de recomeçar nesta aventura em k me pus!! E além disso tinha de recomeçar em grande e não poderia ser de melhor forma senão com uma aventura fantabulástica!!!

No dia 29 de Agosto levantei me às 4:15 da manhã para ir numa equipa de apoio a peregrinos, cujo o destino era Fátima, bem não sei bem para o que é que ia mas lá vai a Rita!

Após algumas distribuições de água, bolachas e de alguns incentivos chegou a hora de almoço. Depois de comer senti me com força e fui caminhar com eles, mal eu sabia o que me esperava, bem andei cerca de 17 km, ou seja de Mira até à Tocha, coisa que eu não me imaginava a fazer, mas fui capaz e também o era capaz de repetir as vezes que fosse necessárias principalmente com a mesma companhia...

Chegada a paragem para descanso restou me descarregar as malas que iam com chumbo dos senhores peregrinos e também arranjar as coisas para o jantar. Também é para isso que serve a equipa de Apoio. Depois de um jantarzinho feito à maneira pelo cozinheiro de serviço, foi a vez da Rita entrar em acção com as massagens, estava a ver que nunca mais ia dormir, mas lá acabou a sessão e os doentes ficaram mais relaxados.

No dia seguinte lá chegou a hora de preparar os pequenos almoços e carregar as malas e carregar também no acelerador até à próxima paragem. Passada a ponte da Figueira lá a Rita foi andar outra vez até aos Carvalhais, sítio onde se ia dormir. Nessa noite a Rita para variar teve de pôr mãos ao trabalho, tanto ao nível de comida como de massagens. Chegada a maldita hora de acordar... 5:45...tivemos de preparar os pequenos almoços e seguir viagem para mais uma paragem. Desta vez fui às compras, coisa que também era necessária ser feita, pois senão não havia almoço para ninguém.

Arrumadas as coisas de almoço estava pronta para mais uma caminhada e lá fui eu até ao sítio da dormida que eram as Colmeias. Nesse local já não era necessário fazer jantar pois era nos fornecido pela paróquia, coisa que nunca mais esqueceremos, pela maneira como fomos recebidos, alimentados e alojados. Chegou finalmente o dia 1 de Setembro, dia em que chegaríamos a Fátima e assim foi... Chegamos lá com uma força tão grande que os 6 km, que também eu fiz, não custou absolutamente nada. Quando estávamos na capelinha das aparições a rezar o terço muito sossegados tivemos uma grande surpresa a chegada do D. António Francisco, coisa que não estávamos à espera e que não esqueceremos. À noite chegou a vez de irmos na procissão das velas onde também não ia já há muitos anos e coisa que também gostei muito.

O dia de Domingo foi também muito bom e bem mais calmo pois já não era dia de caminho nem de fazer nenhuns km, bem pelo contrário era dia de irmos à Eucaristia e qual foi o nosso espanto, quando tal foi presidida pelo D. António Marcelino.

Foi muito bom e agradável ir nesta aventura e também ir naquela companhia, pois foi uma forma de além de não ir a caminhar saber o que é ir a Fátima a pé e de saber o que tanta gente passa todos os anos quando lá vai.... é complicado mas valeu muito a pena! Se me perguntassem se era capaz de lá ir outra vez a minha resposta seria que SIM, por isso quero agradecer a todos os que contribuíram para que este aventura fosse possível e também àqueles que além não irem rezaram pelos que foram, porque sem isso não seria possível chegar onde chegámos, a eles Muito Obrigado!!!

Aproveitando a onda gostaria de mandar mtos beijinhos a todos os peregrinos, porque além de ninguém ter prometido conseguiram ter aquela força e aquela vontade de querer ir ter com a Nossa Mãe!!!